Mentoria de Lei Seca

Muitos alunos perguntam:

‘‘Como eu devo estudar jurisprudência? Estudo o informativo comentado ou resumido?’’

Quanto às matérias principais do seu concurso, é recomendável o estudo do informativo completo.

É importante que o aluno saiba não só o resumo do julgado, mas os fundamentos utilizados naquela decisão. Isso é indispensável em provas discursivas.

Ademais, saber a justificativa facilita a compreensão jurídica, evitando que seja um tema apenas decorado.

Surge, então, outra dúvida dos alunos:

‘‘Devo estudar tudo o que está no informativo comentado?’’

A resposta é: Não.

Muitas informações no julgado comentado são doutrinárias ou explicações do caso concreto. O aluno deve focar na jurisprudência, embora, seja redundante falar isso.

Em verdade, ao estudar a jurisprudência o aluno tem TRÊS MISSÕES:

1. APRENDER O RESUMO DO JULGADO

2. PERGUNTAR O PORQUÊ DAQUELA DECISÃO

3. ENCONTRAR A RESPOSTA

Assim, vai haver uma preparação completa para todas as fases do concurso.

Ao buscar essa resposta, o aluno perceberá que ora o fundamento é um princípio, ora artigo de lei, ora um entendimento consolidado do tribunal, etc..

Perceberá também que às vezes o fundamento já está no próprio resumo do julgado, outras vezes está nos comentários.

Por fim, a terceira dúvida:

‘‘Devo fazer um material de jurisprudência?’’

É inegável que seja muito relevante para o aluno ter seu próprio material de jurisprudência.

Então, vem um ponto-chave: É importante que o aluno tenha, mas não é recomendável que seja no primeiro contato com o julgado, pois há grande possibilidade de um enorme gasto de tempo elaborando o material.

No primeiro contato, faça uma leitura atenta do julgado realizando as TRÊS MISSÕES. Em uma próxima revisão, quando já estiver mais familiarizado, você já pode começar a pensar em fazer o seu material.

No entanto, várias formas são corretas de estudar:

1. Leitura e revisão (a mais utilizada)

2. Baixar o PDF e grifar

3. Usar o buscador do dizer o direito e marcar como lido (muito utilizada também)

4. Usar podcast do buscador

5. Usar o livro do dizer o direito (não se esqueça de atualizá-lo)

6. Fazer material por matéria (normalmente, as pessoas fazem das matérias principais)

7. Fazer material por ano

Há ‘n’ possibilidades.

Escolha que melhor lhe atenda, contanto que: você aprenda e acerte questões em provas.

Por fim, quanto às demais matérias, o informativo resumido, em regra, é suficiente. Há exceções em julgados de grande importância para a sua carreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *